Agente e presas são mantidas reféns em penitenciária feminina de Piraquara

Roger Pereira


Presas da Penitenciária Feminina do Paraná (PFP), em Piraquara, fizeram uma agente penitenciária refém e iniciaram uma rebelião na unidade, abrindo todas as celas de duas das galerias na noite desta quinta-feira.

Segundo relatos de agentes que foram para o local depois que souberam da ocorrência, uma agente chamada Ana Paula é mantida refém. As presas tomaram o molho de chaves que a agente carregava e abriram as celas das galerias B e C.

A Polícia Militar entrou na unidade e negocia o fim do motim. As presas prometiam não machucar a agente, mas exigiam a presença dos Direitos Humanos no local.

A principal reclamação das presas é quanto às condições do presídio, principalmente quanto À superlotação. Recentemente, a PFP recebeu 150 novas presas vindas da Penitenciária Central do Estado (PCE) Feminina, que foi desativada.

O Sindicato dos Agentes Penitenciários critica a falta de segurança para se trabalhar no local, já que o número de agentes não cresceu na proporção do número de presas.

Nos plantões noturnos, por exemplo, apenas cinco agentes são responsáveis pela segurança das 430 detentas.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal