Após 12 horas, agente é libertado e termina rebelião em cadeia do Paraná

Andreza Rossini


A rebelião dos presos custodiados na Cadeia Pública de Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná, terminou por volta das 11h25 desta segunda-feira (20), após 12 horas de duração, de acordo com o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

Os detentos renderam um agente da penitenciário quando ele fechava uma da portas da carceragem, no fim na noite de domingo (19). Ele foi feito refém pelo presos até o final do motim. O policial civil que estava de plantão percebeu a movimentação e chamou reforço policial. O agente foi liberado com ferimentos leves, após negociações feitas pela Polícia Militar com a presença do juiz responsável pela Vara de Execuções Penais, nesta manhã.

De acordo com a Polícia Civil, os presos se rebelaram contra a superlotação. A carceragem possui capacidade para 57 presos e no momento do ocorrido estava com 103 detentos.

Durante a rebelião, os presos subiram no telhado com um botijão de gás.

Alguns presos conseguiram fugir, o Depen ainda não divulgou o número exato de fugitivos. Uma revista geral e uma contagem está sendo realizada na cadeia. Um inquérito policial e um procedimento administrativos serão abertos para investigar o caso.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="415527" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]