Justiça autoriza entrada de policial “que invadiu condomínio”, mas por outro acesso

Redação


O policial civil Antônio Gabriel Castanheira Júnior, que foi acusado de “invadir” um condomínio com um fuzil, ganhou autorização para entrar no imóvel e voltar a residir no local nesta sexta-feira (22). A decisão foi proferida pelo juiz Marcos Antonio da Cunha Araújo, da Vara Criminal de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, e que acompanha o caso.

Mesmo com a autorização judicial, Castanheira não poderá manter qualquer tipo de contato com a família de Luis Mussi, empresário que tem casas no mesmo condomínio. Na sentença, o juiz determina que o policial não mantenha “qualquer meio de comunicação, com as pessoas de Luis Guilherme Gomes Mussi, sua esposa, filhos e genitor, bem como os funcionários do Haras Rio Verde”.

Nos autos, o juiz também afirma que sofreu assédio por parte de Luis Mussi e que “a investigação também demonstra que o requerente tem utilizado de sua influência pessoal, política e econômica para conseguir valer a sua posição e vontade. Além das visitas dos incansáveis advogados ao gabinete tentando sensibilizar este julgador, até um Coronel do Exército tentou marcar uma visita no intuito de posicionar este Juízo acerca dos fatos em apreço”, diz.

> Policial armado com fuzil e granadas invade condomínio de empresário da mídia ?
> Policial acusado de invadir condomínio quebra o silêncio ?

O magistrado lamenta a situação e completa dizendo que “nenhuma conversa de gabinete irá mudar a decisão deste juízo que está baseada em provas constantes dos autos”.

> Justiça determina que Mussi tire acusações do Facebook

Porém, o magistrado justifica o afastamento do policial do imóvel tendo em vista que “neste momento implicaria em colocar em risco a família do requerente, os funcionários e o próprio investigado”, devido a “desproporção da ação perpetrada” por Castanheira. O policial continua afastado das atividades e está sendo investigado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR)

Para ter acesso a sua residência, um muro e uma entrada secundária devem ser construídos no condomínio, ficando proibida a passagem do agente pela portaria principal da propriedade. Nos autos do processo, o magistrado determinou o prazo de até 15 para que as obras sejam concluídas para evitar tumulto entre as partes e que a entrada de funcionários de Castanheira para construção da divisória seja liberada por Mussi e seus seguranças. “Após o isolamento da área e abertura do acesso secundário, fica autorizado o retorno do investigado (Antônio Gabriel Castanheira Júnior) ao imóvel em discussão”, diz o juiz.

O advogado Rodrigo Muniz, que defende Luis Mussi, informou ao Paraná Portal que a solução determinada pelo juiz era a esperada: “ele (Castanheira) terá acesso à casa nos termos que o Mussi já havia proposto, sem acesso ao condomínio. Ele não vai passar pelo portal, mas por um acesso lateral. Esse era o grande impasse”, afirmou.

Relembre o caso

Capturar-47-300x225Um policial civil, identificado como Antônio Gabriel Castanheira, armado com um fuzil e granadas, supostamente teria invadido o condomínio onde mora o empresário Luiz Mussi, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba. A ação foi gravada pelas câmeras de segurança.

O policial tem autorização para ocupar a casa da irmã do empresário, Liliane Mussi, que fica no mesmo condomínio.

Luiz Mussi, que é dono do canal Mercosul, filial da emissora Record News no Paraná, determinou aos seguranças que impedissem a passagem do policial pelo portão.

A entrada dá acesso a outras propriedades da família. Depois de invadir a guarita, ameaçar os três seguranças com um fuzil, o policial detonou um artefato que seria uma granada.

O Departamento da Polícia Civil determinou à Corregedoria Geral apuração rigorosa do caso.  Todas as armas, o fuzil e as granadas, pertencentes da Divisão Estadual de Narcóticos, que estavam com o policial, foram recolhidas. A Corregedoria instaurou procedimento administrativo para apurar as responsabilidades criminais. O policial foi afastado.

Previous ArticleNext Article