Atlético-PR perde só por 2 a 1 para o Newell’s Old Boys e segue na Sul-americana

Roger Pereira


Jogando fora de casa, com uma vantagem de 3 a 0 construída na partida de ida, o Atlético não mudou seu jeito de jogar e correu mais riscos do que devia para se classificar para a segunda fase da Copa Sul-americana. Tomando gols em contra-ataque, o Furacão perdeu por 2 a 1 para o Newell’s Old Boys, mas, garantiu vaga para a próxima fase graças ao placar construído na Arena da Baixada.

Precisando fazer três gols, o Newell’s, como era de se esperar, partiu para o ataque, mas o Atlético, sem abrir mão de seu esquema de jogo, suportou bem quase todo o primeiro tempo, e também levou algum perigo ao time argentino. Mais uma vez, foram os erros de saída de bola do Furacão que proporcionaram as melhores chances para o adversário. Rivero, Leal e Fontanini tiveram chance de abrir o placar, mas pecaram nas finalizações, tudo antes dos 20 minutos de jogo.

O Atlético chegou pela primeira vez aos 26’, quando Camacho fez bela inversão de jogada e achou Renan Lodi livre, mas o ala chutou fraco.

Mas aos 36’, numa bola parada que pertencia ao Atlético no campo ofensivo, a zaga do Newell’s afastou com um chutão e, em dois toques, a jogada chegou a Leal, que ganhou na velocidades da defesa atleticana e tocou na saída de Santos para fazer 1 a 0.

O Atlético chegou a fazer o que seria o gol de empate no minuto seguinte, com Pablo escorando cruzamento de Lodi, mas o atacante estava em posição irregular.

No segundo tempo, o Atlético seguia controlando bem o jogo, Pablo chegou a balançar as redes de novo, mas, novamente, impedido.

Mas, aos 20′, em bola levantada na área, Leal apareceu sozinho e tocou de cabeça para fazer 2 a 0, placar que levou drama para o restante da partida, já que a equipe argentina precisava de apenas mais um gol para levar o jogo para os pênaltis. Santos fez duas grandes defesas e Leal, mais uma vez sozinho, cabeceou para fora a melhor chance de fazer o terceiro gol.

O Drama só terminou aos 39 minutos, quando, finalmente, a troca de passes atleticana teve efetividade, a bola passou de pé em pé até chegar em Renan Lodi, na ponta esquerda. Ele rolou para o meio da área e encontro Nikão, para fazer o gol do alívio atleticano.

Como a Sul-americana ainda adota o gol fora de casa como critério de desempate, o 2 a 1 obrigaria o Newell’s a fazer mais três gols nos minutos finais, o que desanimou a equipe argentina que pouco fez até o fim da partida.

A próxima fase da Sul-americana ocorre somente após a Copa do Mundo e o adversário do Atlético será conhecido em sorteio posterior. Nesta fase, já participarão os times que terminarem em terceiro lugar em seus grupos da Libertadores.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal