Atlético vence Flamengo de virada, mas não termina no G6 do Brasileirão

Vinicius Cordeiro


De virada, o Atlético venceu o Flamengo por 2 a 1 neste sábado (1) pela última rodada do Brasileirão 2018, mas não conquistou uma vaga na Libertadores via Série A. Os cariocas, vice-campeões, abriram o placar com o zagueiro Rhodolfo, de cabeça, enquanto Matheus Rossetto e Rony, com um golaço, decretaram o triunfo atleticano em pleno Maracanã, que contou com o maior público do campeonato: 66.046 pessoas.

Com o resultado, o Furacão chegou aos 57 pontos na tabela, mas ficou dois atrás do Atlético-MG, sexto lugar e classificado para a pré-Libertadores do ano que vem. Já o Fla, vice-campeão, terminou com 72 pontos conquistados e teve a partida marcada pela despedida do meia Lucas Paquetá, negociado com o Milan, da Itália, e do presidente Eduardo Bandeira de Mello, que encerra o seu mandato no final deste ano.

O Atlético se prepara agora para enfrentar o Junior Barranquilla pela final da Copa Sul-Americana. O jogo da ida está marcado para a próxima quarta-feira (5), às 22h45, na Colômbia.

O jogo

Em um primeiro tempo sem grandes emoções, o Flamengo aproveitou a bola parada para marcar. Diego cobrou o escanteio e Rhodolfo subiu bem para testar no canto do gol. Com o time reserva, o Atlético não conseguiu atacar e criar chances reais de gol.

Na etapa final, o técnico Tiago Nunes optou pelas saídas do atacante Marcelo Cirino e do lateral Diego para as entradas de Pablo e Lucho González. As mudanças deram certo e o Furacão reagiu aos 19 minutos. Uribe errou passe no meio campo e o Atlético fez uma bela troca de passes. Dentro da área, Pablo serviu Rossetto, que girou e bateu firme, rasteiro para igualar.

Seis minutos depois, uma jogadaça: Márcio Azevedo deu uma caneta em Berrío e acionou Lucho. O argentino encontrou Rony na ponta esquerda. O camisa 9 puxou para o meio e acertou um lindo chute na gaveta, anotando o golaço. Com a vantagem, o Flamengo pressionou pelo empate, mas sem sucesso. Nos lances mais perigosos, o goleiro Felipe Alves apareceu bem para garantir a vitória paranaense.

No final do jogo, aos 39 minutos, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza expulsou o volante William Arão. O lance criou um tumulto no jogo, que resultou ainda nas expulsões do técnico Dorival Júnior e do atacante Rony.

Previous ArticleNext Article