Carpinejar na Biblioteca Pública na noite desta terça (16)

Guilherme Grandi


Com Metro Jornal

O poeta e cronista gaúcho Fabrício Carpinejar vem a Curitiba nesta terça (16) para participar do projeto ‘Um Escritor na Biblioteca’, programa retomado em 2011 pela Biblioteca Pública do Paraná, que a cada edição traz à cidade um autor da literatura brasileira.

Totalizando 19 anos de trajetória, Carpinejar iniciou sua carreira escrevendo poemas e, ao longo dos anos, foi se expandindo pelos mais diversos gêneros literários, tendo hoje 40 obras publicadas. Popular também nas redes sociais, o autor conta com uma vasto número de seguidores, sendo 506 mil no facebook, 129 mil no instagram e 550 mil no twitter.

O livro de poesia “As Solas do Sol”, obra que deu início à carreira do autor, recebeu o Prêmio Nacional Fernando Pessoa, da União Brasileira de Escritores, e o livro “Canalha”, que marcou o momento em que o autor se consolidou como cronista, foi vencedor do Prêmio Jabuti em 2009 na categoria Contos/Crônicas.

Em entrevista ao Metro Jornal, Fabrício Carpinejar contou que vários autores influenciaram as suas obras, como Manuel Bandeira, Mário Quintana e Joaquim Cardoso. “Eu comecei como cronista escrevendo em um blog em 2002 e, a partir dali, a poesia passou para crônica. Eu me firmei neste estilo a partir do meu segundo livro de crônicas”.

Carpinejar diz que acha importante um projeto como o que a Biblioteca Pública do Paraná promove. “É uma iniciativa do poder público para formar leitores e dar a eles essa possibilidade de conversa com escritores contemporâneos, para desenvolver essa interação a partir de gêneros literários, no meu caso, da crônica e da poesia”.

O autor, que frequentou bibliotecas durante toda a sua infância, tem como sua obra mais recente a antologia “Amizade Também É Amor”, livro que reúne mais de 100 crônicas que trazem reflexões sobre humor, companheirismo e
lembranças. Atualmente, Carpinejar é colunista do jornal Zero Hora e também colabora com o programa Encontro com Fátima Bernardes.

Durante o evento, projeto que foi criado há quase 40 anos, os debates serão feitos na presença de um mediador, que vai instigar o convidado a discutir uma série de temas, como hábitos de leitura, processo criativo, livros essenciais e a sua relação com as bibliotecas.

Serviço:
Carpinejar no projeto ‘Um escritor na Biblioteca’
Terça (16), às 19h30. na Biblioteca Pública do Paraná
Rua Cândido Lopes, 133, Centro
Entrada gratuita.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="6215" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]