Casal é preso suspeito de torturar filhos em ritual de magia negra

Andreza Rossini


Um casal foi preso em Paranaguá, no litoral do Paraná, suspeitos de torturar os dois filhos em rituais de magia negra. As vítimas eram um menino de seis e uma menina de dez anos.

A prisão que ocorreu ontem (9) foi confirmada nesta terça-feira (10) pela Polícia Civil. As crianças eram vítimas de espancamentos diários em várias partes do corpo, de acordo com a delegada Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), Maria Nysa.

“Essa denuncia [dos rituais de magia negra] foi paralela a situação dos maus tratos percebidos. Quando se analisou o local onde os rituais estariam acontecendo e as características das vítimas e dos agressores, nós percebemos que eram as mesmas pessoas. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão e encontrado objetos comumente utilizado em rituais religiosos”, afirmou a delegada do Nucria em entrevista coletiva transmitida ao vivo pelo Facebook pela rádio Ilha do Mel FM.

O início das investigações atuais se deu no começo de 2017 quando uma professora da escola onde as crianças estudam denunciou o caso. Em 2015 houve a comunicação do caso pelo Conselho Tutelar e, de acordo com o Nucria, os pais retiraram as crianças da escola e interceptaram a ação dos conselheiros, o que fez com que a Justiça perdesse o contato com as crianças.

A prisão do casal, o homem de 55 anos e a mulher de 35, é por tempo indeterminado. As crianças estão sob os cuidados dos avós desde o início das investigações e eram filhos legítimos da mulher e enteados do homem.

Um processo criminal foi aberto para investigar o caso. O casal é acusado pelos crimes de maus tratos e tortura.

 

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="459591" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]