Cobrador leva dois tiros ao tentar impedir ação de fura-catracas em estação tubo

Fernando Garcel


Com informações de Fábio Buchmann | CBN Curitiba

Um cobrador, de 23 anos, foi baleado após se desentender com quatro jovens que tentaram furar a estação-tubo Antônio Cavalheiros, na Av. Paraná, no bairro Cabral, em Curitiba, na noite desta quarta-feira (26).

> Lei que multa fura-catracas aguarda regulamentação da Prefeitura

Durante a discussão, um dos rapazes sacou uma arma e deu dois tiros no cobrador da estação tubo. Ele foi atingido no braço e na barriga. O cobrador correu e conseguiu entrar em um estacionamento de um supermercado próximo do local onde pediu socorro. Ele foi encaminhado ao Hospital Cajuru.

Polícia abre inquérito para apurar morte de motorista de ônibus em Colombo

Até o fechamento desta reportagem o estado de saúde ele era considerado grave. O Sindicato que representa Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (Sindimoc), lamentou a tentativa de homicídio. A entidade afirma que o caso envolvendo o cobrador baleado reforça a necessidade de instalação de câmeras de segurança em todos os ônibus, estações tubo e terminais de ônibus na cidade.

Segundo a entidade, além de aumentar a segurança entre trabalhadores do transporte coletivo e usuários, a medida facilitaria o trabalho da Polícia Civil, inibiria a criminalidade e agilizaria a identificação dos fura-catracas. O sindicato diz ainda que outras capitais já adotaram o sistema como Porto Alegre e Belo Horizonte, onde o número de arrastões e ações de fura-catracas diminuiu entre 80 e 90%.

Motorista assassinado

No último sábado (22), um motorista foi assassinado durante um arrastão na linha linha Curitiba/Jd. Paulista, em Colombo, na região metropolitana. A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso e ouviu testemunhas. Os criminosos fugiram pela vila Zumbi, segundo relatos das vítimas assaltadas. Por causa do homicídio o Sindicato que representa motoristas e cobradores organizou uma manifestação pedindo instalação de câmeras de segurança no interior de todos os ônibus que operam em Curitiba e RMC.

Motoristas e cobradores param por uma hora em protesto por mais segurança
Após protesto, Comec vai estudar câmeras nos ônibus

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="444738" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]