Dois desfibriladores são furtados de hospital no Paraná

Redação


A polícia deve ouvir na segunda-feira (30) funcionários do Hospital Universitário de Ponta Grossa, Campos Gerais do Paraná, para tentar descobrir como desapareceram dois desfibriladores da instituição. Segundo reportagem publicada no Portal G1, os equipamentos que sumiram ainda estavam nas caixas originais, foram adquiridos pela administração recentemente e seriam usados a partir da entrega da ampliação de uma das alas da unidade.

A situação foi percebida no dia 24 deste mês, quando eles seriam distribuídos na nova ala, mas só foi divulgada nesta sexta-feira (27). Além dos desfibriladores, outros equipamentos também sumiram.

No dia seguinte ao sumiço, quando a direção do hospital ainda procurava pelos equipamentos, uma ligação anônima informou aos administradores que os desfibriladores estariam sendo vendidos de forma irregular. Juntos, os aparelhos usados para reanimar pacientes com paradas cardiorrespiratórias custam cerca de R$ 36 mil.

Funcionários do hospital foram ouvidos pela polícia para tentar descobrir quem pode ser o responsável pelo furto dos desfibriladores. A direção também percebeu a falta de três bombas de infusão, aparelhos usados para administrar alimentação em pacientes.

Na segunda-feira (30), estão marcados novos depoimentos de funcionários. Ainda não há pistas sobre os suspeitos.

Previous ArticleNext Article