Em época de Olimpíadas, jovem ginasta relata agressões que sofre em casa

Redação


Um jovem ginasta usou as redes sociais para denunciar uma situação de agressão envolvendo o próprio pai, nesta quinta-feira (11), em Toledo, na região oeste do Paraná. De acordo com o atleta, o pai não aceita que ele faça ginástica artística. O atleta foi campeão paranaense de ginástica artística na categoria solo série nível B no ano passado.

No relato, Andrey Soares, de 20 anos, conta que passou a tarde de quinta-feira treinando e, após uma discussão com o irmão mais novo, de 17 anos, o pai teria pegado pelo pescoço e arrastado o rosto do jovem contra a parede e teria dito que iria mata-lo asfixiado. Segundo o jovem, depois da agressão, ele teve que se trancar no quarto da mãe e esperava pelo pior.

O ginasta conta que um vizinho teria acionado a polícia, mas que a viatura não apareceu. De acordo com a vítima, ele tentou registrar um Boletim de Ocorrência na delegacia de Toledo, porém, devido a paralisação dos agentes da Polícia Civil, o documento não foi registrado.

Para finalizar, Soares desabafa. “Não aguento mais ser confundido na rua com meu irmão, pelas coisas ruins que faz. Convivo com crianças todos os dias e é o que amo fazer. Isso vai me prejudicar e muito”, diz.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378525" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]