Em nova expedição, Ike Weber viaja ao Extremo Oriente

Guilherme Grandi


Com Metro Jornal

O jornalista curitibano Ike Weber deu início a uma nova expedição, deste vez para o Extremo Oriente, na última semana.

Viajante e fotógrafo, Ike Weber foi diretor de comunicação da Federação das Industrias do Paraná (Fiep), mas em 2012 pediu demissão e realizou uma viagem de 10 meses pelas Américas. O que era um sonho antigo acabou se tornando uma expedição jornalística, cultural e de aventura.

Aos 25 anos de carreira como jornalista e executivo de comunicação, agora Ike se depara com sua terceira expedição de longo prazo, que inclui 5 roteiros diferentes pelo Extremo Oriente.

O viajante contou ao Metro Jornal que transformou um sonho em um projeto profissional. “É uma expedição jornalística, pois eu documento tudo, fotografo e movimento as mídias sociais, logo, é um registro. É cultural, pois eu sempre mergulho forte em cada cultura e em cada país, procuro absorver todo o dia a dia, comportamento e hábitos de cada nação. E é de aventura, pois vou sozinho, de mochila, pego transporte multimodal e vou com o que aparecer”.

Ike acrescentou o que lhe interessa em cada um dos roteiros. “É um desafio. A temática das cidades inteligentes me interessa bastante, também tem a parte da natureza que é muito bacana, a cultura, o modo de vida completamente distinto do nosso, a alimentação e o idioma. Não sou um colecionador de países, prefiro ficar muito tempo em um país a que ficar um pouco em cada um só pela contagem. Prefiro a profundidade à quantidade, essa é a minha filosofia de trabalho”.

A nova expedição de Ike Weber passa pela Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão, Taiwan e China, respectivamente, e terá a duração de 3 meses.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="8704" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]