Empresário que organizou almoço entre sertanejos e Bolsonaro está intubado

Folhapress

Uugton Batista da Silva e Bolsonaro

Responsável por ajudar a organizar um almoço entre cantores sertanejos e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 29 de janeiro, o empresário do ramo artístico Uugton Batista da Silva está intubado e em estado grave após contrair a Covid-19.

No almoço com Bolsonaro, em Brasília, ao menos 50 artistas participaram e levaram propostas para uma ajuda no setor artístico abalado pela pandemia.

Estavam presentes, segundo lista da Secom, artistas como as duplas Bruno e Marrone, Gian e Giovani, e César Menotti e Fabiano, e o ator Dedé Santana. Eles apareceram em fotos sem máscaras.

Na ocasião, Bolsonaro disse que sempre foi “apaixonado por música sertaneja” e se comprometeu a ajudar ao ouvir um pedido pelo fim da cobrança de meia-entrada.

Posteriormente ao encontro, em 15 de março, Uugton sinalizou pelas redes sociais que havia contraído a Covid-19, mas que estava bem. O caso piorou nos últimos dias.

Ele segue internado em um hospital de Goiânia e a sua família já pede orações para que ele se recupere o mais rapidamente possível.

“Pedimos a todos os familiares e amigos que façam um clamor a Deus através das orações para sua cura integral. As filhas Lorena, Luana, Liz Ayla, todos familiares e amigos querem esse Uugton com saúde e bem, pois ele é um homem de Deus, guerreiro, determinado”, diz comunicado.

O empresário já apareceu em fotos com outros artistas e celebridades como o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o cantor Amado Batista.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="756502" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]