Equideocultura cresce ano a ano e é tema de simpósio na ExpoLondrina

Mariana Ohde


A equideocultura – que envolve a criação de equinos (cavalos), asininos (asnos, burros e jumentos) e muares (mulas) – está com número recorde de expositores com mais de 800 animais na ExpoLondrina.

O 1º Simpósio da Equideocultura está acontecendo nesta quarta-feira (5), no recinto Horácio Sabino Coimbra, organizado pela SRP e médica veterinária Roberta Garbelini Gomes Zanin.

Considerando levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem atualmente 8 milhões de cabeças de animais equinos, asininos e muares. Em 2015, o PIB da equideocultura chegou à marca histórica de 16 bilhões de reais.

“É uma atividade que está crescendo ano a ano. Este será o primeiro simpósio de equideocultura na feira e já ficamos contentes porque temos mais de 200 inscritos. É mais uma atração dentro da grade de eventos técnicos e com mercado promissor”, diz Luigi Carrer, diretor de atividades agroindustrial da SRP. De acordo com Roberta Garbelini Gomes Zanin, a maior parte dos animais ainda é utilizada na fazenda, ou seja, para trabalho no campo.

Em segundo lugar estão os cavalos criados para lazer e esportes (ecoterapia, hipismo, haras). Os asininos são em maior número no nordeste brasileiro.

“Aqui na região (sul) os asininos são utilizados para reprodução visando à produção de muares”, informou Roberta. Segundo ela, o evento vai proporcionar maior conhecimento sobre a atividade equestre desde o mercado até a clínica médica e cirúrgica e a reprodução.

“É um mercado que fomenta vários outros negócios como a indústria de ração, farmacêutica, medicina veterinária entre outros segmentos”, completa Roberta.

Estão programadas quatro palestras:

8h30 às 9h30 – Mercado Equestre : passado e presente – médica veterinária. Palestrante: Fernanda Almeida Costa ( palestrante de Umuarama).

9h30 às 10h30 – Abordagem inicial do paciente com síndrome de cólica a campo. Palestrante: professor da UEL, Peter Reichimann.

11h às 11h50 – Afecções cirúrgicas em cavalos de esportes. Palestrante: professor da UNOPAR, Pedro Henrique de Carvalho.

12h às 13h – Manejo reprodutivo de éguas. Palestrante: Thales Ricardo Rigo Barreiros, professor da UENP de Bandeirantes.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="1478" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]