Espetáculo recria cena artística na ditadura militar dos anos de 1960

Guilherme Grandi


Está em cartaz até domingo (26) o espetáculo ‘Fusca, Rock e Pornochanchada’, no Teatro Regina Vogue. A peça mistura rock, cinema e política em um enredo que toma lugar no Brasil dos anos 1960, durante a ditadura militar.

O diretor, Maurício Vogue, explica que a peça parte da ideia de que a arte é muito ligada à política, principalmente na época retratada. “Queremos retratar os diretores e atores da pornochanchada sofrendo essa censura e se envolvendo com a política. Muita gente se vendia na época, e tentamos transmitir isso de forma irônica”.

O espetáculo também traz muita música. “Focamos no rock progressivo, muito popular na época. Porém, trazemos músicas dos ‘Mutantes’, que foram censuradas e pouco divulgadas depois”, conta Vogue.

De acordo com o diretor, o espetáculo é recheado de metáforas, para que o público seja induzido a uma reflexão. “O público vai rir por dentro, podemos dizer assim. A ironia não é totalmente escancarada”, conta Vogue.

O ‘Fusca’ está no nome por ser um automóvel que cercava as negociações no Brasil da época, de acordo com o diretor. “O governo queria importar o Fusca da Alemanha, e ele acabou virando o símbolo da família brasileira na época”.

Serviço:
‘Fusca, Rock e Pornochanchada’
Em cartaz até domingo, dia 26, no Teatro Regina Vogue
Shopping Estação – Av. Sete de Setembro, 2775, Rebouças
Sábado, às 21h, e domingo, às 20h.
Ingressos a R$ 30 (meia disponível) a venda no Disk Ingressos.
41 3315-0808

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="4830" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]