Esposa de PM é presa suspeita de matar policial desaparecido

Andreza Rossini


A esposa do Policial Militar  Rodrigo Federizzi, de 32 anos, que está desaparecido desde a última quinta-feira (28), foi presa na manhã de hoje (11), suspeita de assassinar o policial.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) foram encontrados indícios de sangue no carro da mulher e na casa do casal, o que a coloca como a principal suspeita do crime. Além disso, a mulher só registrou o desaparecimento do marido dois dias após o caso, no sábado (30).

O carro e a casa que apresentavam indícios de sangue foram lavados, de acordo com a perícia.

A prisão realizada pela Delegacia de Homicídios é temporária e as investigações continuam em curso em uma operação entre a Polícia Civil e Polícia Militar. A suspeita deve prestar depoimento à polícia.

O corpo do policial não foi encontrado até a tarde desta quinta-feira (11).

O caso

Quando registrou o caso de desaparecimento junto à polícia, a mulher afirmou que ele havia desaparecido após sair levando a arma da corporação e dinheiro. De acordo com o depoimento dela, o policial estaria indo investigar um caso de roubo, no qual ela era a vítima.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378270" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]