Sem categoria
Compartilhar

Fábrica clandestina vendia bebidas com insetos no Paraná

Uma fábrica clandestina de bebidas foi fechada pela Polícia Civil em Fazenda Rio Grande na manhã desta terça-feira (20)...

Mariana Ohde - 20 de setembro de 2016, 16:54

Uma fábrica clandestina de bebidas foi fechada pela Polícia Civil em Fazenda Rio Grande na manhã desta terça-feira (20). O estabelecimento fica no bairro Pioneiros e, segundo as investigações, vendia os produtos em Curitiba e Região Metropolitana. O proprietário da fábrica clandestina foi detido no local.

O caso chegou até a polícia na semana passada, por meio de uma denúncia anônima feita no 5º Distrito Policial. "A pessoa, que não quis se identificar, reclamou de ter comprado uma bebida e, dentro da garrafa, havia insetos, várias formigas", conta o delegado Hormínio de Paula Lima Neto.

A fábrica era registrada, mas não tinha alvará para funcionar. Eram produzidas, no local, as chamadas batidas, bebidas alcoólicas de vários sabores, entre eles amendoim, abacaxi e vodca. "A empresa é completamente clandestina, as condições de higiene são péssimas, além de que o produto não é licenciado no Ministério da Saúde", explica o delegado.

A polícia investiga se a fábrica também usava produtos clandestinos na produção das bebidas. No local, foram encontradas várias garrafas prontas para serem vendidas, além de várias bebidas em fabricação.

Agora, o caso passa a ser de responsabilidade da Delegacia de Fazenda Rio Grande. O proprietário preso nesta terça-feira deve ser autuado por crimes contra a saúde pública.

(Com informações da repórter Ana Kruger, da CBN Curitiba)