Após perseguição por mais de três quilômetros, Gaeco prende quatro policiais militares

Redação

Depois de uma fuga de três quilômetros, quatro policiais militares foram presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na noite desta quarta-feira (6), no Contorno Leste da BR-376 m São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O Gaeco atendeu uma solicitação do Ministério Público do Paraná, depois de uma vítima relatar que sofreu extorsão pelos policiais. Foram apreendidos três revólveres de calibre .38, munições, uma porção de entorpecentes e uma “mixa”, ferramenta usada para abrir fechaduras.

Durante à tarde, os guardas abordaram um cidadão e fizeram uma revista em seu carro, sem encontrar nada. Entretanto, pediram R$ 16 mil e ameaçaram plantar drogas e munições em sua residência. A pessoa aceitou e combinou entregar uma parte do dinheiro mais tarde, mas foi à 1ª Promotoria de Justiça de São José dos Pinhais para revelar o caso.

O Gaeco foi acionado e ficou de vigilância durante o encontro entre o cidadão e os policiais, mas só agiu após a saída do popular. No momento da abordagem, os policiais fugiram e passaram a ser perseguidos de carro.

Entretanto, o procurador de Justiça e coordenador estadual do Gaeco, Leonir Batisti, detalhou que o dinheiro não foi recuperado. “Pela lógica dos acontecimentos, ele tenha sido jogado pelos policiais porque a vítima assegura que tinha deixado mais de R$ 1.000,00 embaixo do tapete do carro. Inclusive, a equipe do Gaeco verificou que um dos policiais chegou a se agachar no veículo para pegar alguma coisa”, declarou.


A reportagem entrou em contato com a Polícia Militar, mas até o fechamento desta reportagem não obteve retorno.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook