Idoso de 80 anos leva soco de jovem na rua; assista

Narley Resende


Um homem de 80 anos levou um soco no rosto sem motivo, nessa quinta-feira (6), enquanto andava em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

A Guarda Municipal divulgou imagens da agressão nesta sexta-feira (7) que mostram o idoso se aproximando do agressor e, em seguida o golpe inesperado. A vítima cai na calçada e, em pouco tempo, é ajudada por pessoas que passavam pelo local.

O agressor, de 24 anos, foi preso após ser identificado pelas imagens. Ele alegou que havia usado drogas e contou que não conhecia o idoso.

A vítima teve ferimentos no rosto e se recupera em casa. Se julgado e condenado, o agressor pode pegar pena de um a quatro anos de detenção, conforme prevê o Estatuto do Idoso. Apesar disso, não há atendimento especializado para esse tipo de crime na região de Curitiba.

[insertmedia id=”9yC6SeFSybA”]

A procuradora de Justiça Rosana Beraldi Bevervanso, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos do Idoso,  lamenta a falta de uma delegacia específica para atender os idosos na região de Curitiba.

“Decepcionante. Tem Estados muito menores que o Paraná que contam com delegacia do idoso há muito tempo, que têm experiencias muito boas na área. É necessário uma investigação especializada porque o idoso é uma vítima diferente. O tempo de escuta é diferente. A percepção do que ele não diz é muito importante. As entrelinhas. Isso nós aprendemos em anos de experiência”, justifica.

A procuradora afirma que esse tipo de violência é mais frequente dentro de casa. “A violência infrafamiliar é preponderante, com agressão física, abuso econômico e cometidos em sua grande maioria por filho, seguido pela filha, segundo essa estatística. Em primeiro lugar agressão física, aí vem apropriação indébita, negligência, agressão verbal e agressão psicológica”, comenta.

Em 2011, o governo do Paraná chegou a anunciar a implantação da delegacia, que funcionaria dentro do 3º Distrito Policial em Curitiba, mas o projeto nunca foi concluído.

Com Maíra Gioia, CBN Curitiba

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="423649" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]