IML identifica 5º fugitivo da Penitenciária de Piraquara; 23 continuam foragidos

Narley Resende


O Instituto Médico Legal (IML) confirmou na manhã desta terça-feira (17) a identidade de outro fugitivo da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP 1) morto em confronto com a polícia. Trata-se de José Antônio de Sá, de 33 anos, vulgo Zeca Malote. Ele foi um dos 28 presos que fugiram na madrugada de domingo (15), após uma ação arquitetada por criminosos para explodir a muralha da penitenciária.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp), em meio às buscas na região, por volta das 22 horas de domingo, os policiais militares da Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (Rone) atenderam a ocorrência de um morador comunicando ter visto indivíduos dentro da sua propriedade. A chácara fica localizada no bairro Planta Suburbana, divisa com o Complexo Penitenciário de Piraquara.

Durante a diligência no meio de um matagal, a equipe teria sido surpreendida por disparos de arma de fogo. Um homem foi atingido, o atendimento do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi solicitado, mas ele morreu no local. O outro suspeito conseguiu fugir. O corpo foi encaminhado ao IML, que divulgou a identificação nesta terça.

São, até o momento, cinco os presos mortos. Dois morreram no momento da fuga no domingo – Rodrigo Brizolara Rodrigues e Peterson Luiz Paiva –, quando houve um intenso tiroteio entre os criminosos fortemente armados responsáveis pelo arrebatamento e policiais militares e agentes penitenciários da equipe do Setor de Operações Especiais (SOE), do Departamento Penitenciário (Depen), que conseguiram impedir uma fuga em massa.

Já na manhã de segunda-feira (16), durante as buscas incessantes de diversas unidades policiais, Evandro Emanuel dos Santos Geraldo e Marlon Magno Freitas Castelhano morreram em confronto com agentes da Rone.

A dupla estava escondida em uma casa em construção em Quatro Barras, região metropolitana de Curitiba e trocou tiros com os policiais. Em 2010, Marlon participou da morte de um agente penitenciário, quando com outros bandidos tentou arrebatar um preso em Campo Largo.

A polícia já conseguiu prender quatro envolvidos na fuga dos presos da PEP 1. Eles foram encontrados em um haras em Borda do Campo. Com eles, os policiais apreenderam três fuzis, duas pistolas e uma metralhadora, além de dois coletes balísticos e farta munição.

Também durante as buscas, no domingo, policiais militares encontraram uma mochila com uma tereza (escada de corda) de aproximadamente 12 metros e um fuzil marca Promag com carregador e 4 munições intactas na região de Piraquara.

Todas as forças de segurança do Paraná estão empenhadas em recapturar os fugitivos.

Vinte e três criminosos continuam foragidos e a Secretaria da Segurança pede para quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro dos presos informe a Polícia Militar, pelo telefone 190, e/ou pelo Disque-Denúncia 181, serviço pelo qual é garantido total anonimato (telefone 181 ou (www.181.pr.gov.br).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="409170" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]