Sem categoria
Compartilhar

Médico acusado de matar Renata Muggiatti deve ficar preso por tempo indeterminado

O médico Raphael Sus Marques foi preso na manhã desta sexta-feira (15) por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção..

Redação - 18 de abril de 2016, 20:52

O médico Raphael Sus Marques foi preso na manhã desta sexta-feira (15) por policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ele é suspeito de matar a namorada, a fisioculturista Renata Muggiati, no dia 12 setembro de 2015. A prisão é preventiva, sem data de soltura. Além da prisão, os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão na residência e na clínica do médico.

O inquérito foi encerrado no mês passado e concluiu que Renata foi morta pelo namorado e depois jogada do 31º andar do prédio em que o casal morava, no Centro de Curitiba.

Segundo a delegada que investigou o caso, Ana Cláudia Machado, o relatório final das investigações foi “conclusivo”. “Para nós ficou comprovado o que a suspeita já apontava”, disse a delegada.

Ela também agradeceu a confiança depositada no trabalho da polícia. “Realmente, teve bastante dedicação, o procedimento tem mais de mil páginas, muita prova material, prova testemunhal. É resultado de um trabalho bem extenso da Polícia Civil e da Polícia Científica. Apesar de não poder entrar em detalhes, o que posso dizer é que o Estado do Paraná diz não à violência contra a mulher”, afirmou.

A irmã de Renata, Tina Muggiati, afirmou que a família acredita nas conclusões da polícia e espera, agora, que o Ministério Público aceite a denúncia. Ainda segundo Tina, a família de Raphael está “aliviada”. Raphael Suss Marques foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado. Em caso de condenação a pena pode chegar a 30 anos.

12544288_10206781522791532_1530095174_o

NOTÍCIAS RELACIONADAS