Sem categoria
Compartilhar

Médico suspeito de matar namorada acompanha audiência com testemunhas

Lenise Klenk, BandNews FM CuritibaA Justiça do Paraná começou a ouvir testemunhas da ação penal contra o médico Raphael ..

Narley Resende - 19 de agosto de 2016, 20:14

Lenise Klenk, BandNews FM Curitiba

A Justiça do Paraná começou a ouvir testemunhas da ação penal contra o médico Raphael Suss Marques, acusado de matar a fisiculturista Renata Muggiati. Os primeiros depoimentos foram tomados nesta tarde, no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Curitiba.

O médico, que responde ao processo em liberdade, acompanha a audiência. Ele entrou pelos fundos do prédio do Juizado. Recentemente, o Ministério Público do Paraná pediu que Raphael Suss Marques seja monitorado por tornozeleira eletrônica. Os promotores alegam que o médico descumpriu medidas cautelares judiciais.

Entre as determinações da Justiça está a de que Suss Marques esteja em casa até as 21 horas. Ele foi flagrado por câmeras de segurança chegando a uma churrascaria no horário em que deveria estar recolhido em casa. Ele foi visto entrando no restaurante às 22h30 e só saindo às 23h43.

O Ministério Público também pede que a Justiça decrete a prisão preventiva do médico em caso de novo descumprimento. Suss Marques foi namorado de Renata Muggiati, que morreu na noite de 12 de setembro de 2015. A suspeita é de que ela tenha sido asfixiada e atirada da janela do 31.º andar. Fotos e mensagens enviadas por celular, que fazem parte do processo, reforçam a tese de que ela era vítima constante de agressões.

Raphael Suss Marques foi preso em setembro e, depois, novamente em janeiro. Ele foi solto seis dias depois, por meio de um habeas corpus. O médico nega o crime e insiste em dizer que Renata se suicidou. O processo corre em segredo de Justiça.