Mulher que envenenou filho para se vingar do pai é condenada no PR

Fernando Garcel


O Tribunal do Júri de Apucarana, no Norte do Paraná, condenou Sirlene de Carvalho, de 34 anos, a 8 anos de reclusão, em regime semiaberto, por tentativa de homicídio. Em 2014, a mulher forçou o próprio filho, na época com 4 anos, a engolir veneno de rato (chumbinho). Ela também tomou o veneno, mas ambos foram socorridos por familiares e sobreviveram. A sentença foi proferida pelo Juiz Osvaldo Soares Neto, da 1ª Vara Criminal da Comarca.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MPPR), o envenenamento aconteceu porque a mãe pretendia se vingar do pai da criança, supostamente porque o homem não dava a ela a atenção desejada.

> Mãe é denunciada por envenenar filho de 4 anos para se vingar do pai no Paraná

Segundo o MPPR, no dia 17 de maio de 2014, a mulher se trancou com a criança no banheiro e a obrigou a tomar o veneno misturado com uma bebida. Depois, ela também tomou na tentativa de cometer suicídio. Familiares conseguiram fazer com que a criança vomitasse e ambos foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A defesa argumentou que a mulher teria tentado cometer suicídio, mas que o envenenamento da criança não ocorreu.

Apesar da condenação em regime semiaberto, Sirlene deve cumprir a pena em liberdade condicional. Isso por quê em Apucarana não há como a presa cumprir o regime semiaberto conforme determina a lei.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="423309" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]