Sem categoria
Compartilhar

Nucria prende homem acusado de engravidar enteada de 12 anos

Um homem acusado de violentar sexualmente e engravidar a própria enteada, na época com 11 anos, foi preso por policiais ..

Fernando Garcel - 24 de março de 2017, 15:39

Um homem acusado de violentar sexualmente e engravidar a própria enteada, na época com 11 anos, foi preso por policiais do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime (Nucria) de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, na manhã desta sexta-feira (24). Exames de DNA comprovaram que o padrasto, de 47 anos, é responsável pela gravidez da vítima.

Segundo a delegada Ana Paula Carvalho, responsável pelas investigações, os crimes estavam sendo apurados desde agosto do ano passado e chegaram até o Nucria após a garota ter sido retirada do convívio familiar quando foi constatada a gravidez.

Desde os seis anos, após a morte da mãe por câncer, a criança foi criada por uma prima e seu esposo. Aos 11 anos de idade, a então responsável levou a menina ao ginecologista pois a garota não menstruava. O médico então constatou que a vítima não tinha problemas hormonais e que estava grávida de oito meses. A garota foi afastada do convívio familiar para que o caso pudesse ser investigado.

"A vítima estava morando com essa família desde os seis anos. Os abusos iniciaram-se quando ela tinha oito anos. Com 11 anos, efetivamente, com a consumação reiterada das conjunções carnais, essa criança veio a engravidar e infelizmente essa gravidez só foi descoberta em um estágio muito avançado", disse a delegada.

A menina, com 12 anos, deu à luz ao bebê em outubro do ano passado. Desde então ela permanece morando em um abrigo da cidade. Durante as investigações, várias pessoas foram interrogadas. Inclusive o acusado que negou as suspeitas. O Nucria realizou exames de DNA que comprovaram que o esposo da prima e 'padrasto' da criança foi o responsável pela gravidez da garota.

Com base nos exames, a Justiça expediu um mandado de prisão preventiva. O homem foi preso pela manhã e encaminhado a 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa. "Nós cumprimos o mandado de prisão e ele fica a disposição da Justiça", declarou a delegada. Ele será indiciado por crime de estupro de vulnerável e poderá ficar preso por até 15 anos em regime fechado.


 

Casos no Brasil

Um estudo divulgado no ano passado mostra que a gravidez na adolescência, fase entre os 10 e 19 anos, é apontada como um grande problema social e econômico no país. No Paraná, os partos nessa média de idade representa 25,57% dos nascimentos, número acima da média nacional que é de 20,04%.