Sem categoria
Compartilhar

Ônibus é incendiado após PM matar suspeito em Araucária

Moradores de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, incendiaram um ônibus na noite desse sábado (22) após polic..

Narley Resende - 22 de janeiro de 2017, 14:44

Moradores de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, incendiaram um ônibus na noite desse sábado (22) após policiais matarem um homem a tiros no bairro Capela Velha.

De acordo com a Polícia Militar, policiais foram acionados após uma denúncia de que quatro indivíduos estariam circulando armados na região das localidades Israelense e Jardim Arvoredo, no bairro Capela Velha. Uma operação foi organizada com participação de viaturas da PM, Guarda Municipal de Araucária e Rotam do 17° Batalhão.

Os suspeitos teriam fugido no sentido bairro Arvoredo, quando foi solicitado apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

O rapaz foi abordado na Rua Pitassilgo. A PM afirma que nesse momento houve troca de tiros e que um suspeito foi baleado. Moradores da região contestam a versão oficial. Segundo eles, o homem não tinha envolvimento com o crime e foi assassinado pelos policiais.

De acordo com a polícia, o rapaz foi abordado e fugiu para um matagal. Outros três homens fugiram em uma Parati bordô, sentido Jardim Califórnia.

Na delegacia de Araucária, os policiais do Bope entregaram uma espingarda calibre com silenciador acoplado que teria sido apreendida na operação.

Revolta

Após a saída da PM, um grupo de moradores apedrejou um ônibus do Transporte Integrado de Araucária (Triar), na avenida Avestruz. Antes disso, o motorista e passageiros foram obrigados a sair do coletivo. O grupo então ateou fogo no ônibus que ficou completamente destruído.

Policiais militares voltaram à região acompanhados de guardas municipais. O Corpo de Bombeiros também foi chamado para apagar o fogo que tomou conta do ônibus.

Outros dois ônibus foram depredados e ruas de acesso ao bairro foram bloqueadas com pneus e entulho incendiados.

Até o início da tarde deste domingo (22) ninguém havia sido preso.

A polícia não divulgou a identidade do homem que morreu baleado. A Polícia Civil de Araucária deve investigar o caso.

A assessoria da PM se comprometeu a enviar nota oficial, mas até o fechamento da reportagem a nota não foi enviada.