Operação Oikos prende 15 pessoas em Maringá

Francielly Azevedo


Da Polícia Civil

Quinze pessoas foram presas nesta quarta-feira (31), durante a Operação Oikos, deflagrada na cidade de Maringá, pela Polícia Civil do Paraná. A ação teve como foco uma quadrilha suspeita de roubo, furto, receptação, estelionato, tráfico de drogas e organização criminosa.

Três suspeitos já estavam detidos pela prática de outros crimes e cinco pessoas não foram encontradas durante a operação e são consideradas foragidas da Justiça.

Durante as buscas, os policiais apreenderam nove notebooks, 11 celulares, cerca de 40 folhas de cheques, das quais duas estão com ocorrência de roubo, uma TV, um monitor, ferramentas de construção, dois scanners, uma impressora, duas máquinas de cartão de crédito e pequena quantidade de dinheiro venezuelano.

A polícia acredita que os produtos são fruto de diversos roubos e furtos cometidos pela quadrilha na cidade de Maringá. A investigação, que começou em outubro de 2016, conseguiu mapear a atuação dos integrantes desta organização criminosa.

Os alvos agiam de forma organizada e sistemática, completando toda a cadeia de crimes, desde o furto ou roubo, passando pela distribuição entre os receptadores, até serem destinados ao “consumidor final”.

Foto: Divulgação Polícia Civil Maringá
Foto: Divulgação Polícia Civil Maringá

Havia uma espécie de divisão dentro da quadrilha para cada crime. Pessoas específicas atuavam com cheques, possuindo já os “clientes” certos. Havia os que agiam no ramo de informática e eletrônicos, que tinham contatos em grupos de WhatApp com vendedores e compradores destes equipamentos.

Outra ala do grupo criminoso era responsável pela confecção de notas fiscais falsas de celulares, notebooks e TVs para dar mais credibilidade no momento das “vendas”. Havia ainda integrantes responsáveis pelo tráfico de drogas.

“Eles atuavam cometendo furtos e arrombamentos em veículos, residências e comércios. A polícia começou a investigar alguns casos e conseguiu informações que convergiam para esta quadrilha. Acabamos chegando aos nomes destes 20 indivíduos que moravam e agiam em Maringá”, explicou o delegado operacional Laercio Cardoso Fahur.

Cerca de 70 policiais civis participaram da ação policial para cumprir 20 mandados de prisão e outros 18 de busca e apreensão. A operação contou com o apoio de policiais da Divisão de Narcóticos (Denarc) de Maringá e do helicóptero do GOA (Grupamento de Operações Aéreas) da Polícia Civil.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="434606" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]