Sem categoria
Compartilhar

Pai mata filho após briga por ocupações de escolas

Um estudante de 20 anos foi morto pelo próprio pai na tarde dessa terça-feira (15), em Goiânia (GO).Após perseguir e ati..

Redação - 16 de novembro de 2016, 09:13

Um estudante de 20 anos foi morto pelo próprio pai na tarde dessa terça-feira (15), em Goiânia (GO).

Após perseguir e atirar cinco vezes contra Guilherme Silva Neto, o engenheiro Alexandre José da Silva Neto, de 60 anos, se debruçou sobre ele e atirou contra si mesmo.

De acordo com a Polícia Civil, eles tiveram uma briga na manhã dessa terça por causa do envolvimento de Guilherme com as ocupações de escolas.

O pai não concordava com a participação do filho com movimentos sociais. No Facebook, Guilherme demonstrava interesse em questões sociais, política, debates como da cultura do estupro, aborto e outros.

Alexandre baleou o estudante, que conseguiu fugir, mas apenas por um quarteirão. Depois, o pai atirou quatro vezes contra Guilherme e então atirou contra a própria cabeça.

O delegado Hellyton de Carvalho confirmou ao jornal O Popular que o motivo da discussão foi o envolvimento do jovem com protestos populares.

Pai e filho foram encontrados na esquina da Rua 25-A com a Avenida República do Líbano, no Setor Aeroporto. O jovem chegou a ser levado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas morreu.

O corpo de Guilherme é velado no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. O corpo do pai segue no Instituto Médico Legal (IML) da capital goiana.