Sem categoria
Compartilhar

Paraná vai investir R$ 14 milhões em reforma de prisões

O governador do Paraná, Ratinho Junior, autorizou o investimento de R$ 14 milhões na modernização de 33 unidades prision..

Redação - 27 de fevereiro de 2020, 17:25

Foto: Rodolfo Buhrer / Paraná Portal
Foto: Rodolfo Buhrer / Paraná Portal

O governador do Paraná, Ratinho Junior, autorizou o investimento de R$ 14 milhões na modernização de 33 unidades prisionais do estado, de acordo com o Depen-PR (Departamento Penitenciário do Paraná). O pacote prevê reformas e reparos em penitenciárias, cadeias públicas, delegacias, casas de custódia e IML (Institutos Médicos Legais).

Os recursos, do Tesouro do Estado, serão usados em 13 municípios: Curitiba, Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Ponta Grossa, Guarapuava, Umuarama, Cruzeiro do Oeste, Francisco Beltrão, Piraquara, São José dos Pinhais e Pinhais. O prazo previsto de execução das obras é, em média, de 210 dias.

Para Ratinho Junior, o Paraná precisa encontrar mecanismos para modernizar o sistema carcerário. “Assumimos o mandato com um déficit muito grande na área e agora estamos fazendo projetos e encaminhando as licitações para resolver o problema”, avalia.

Já o diretor-geral do Depen, Francisco Caricati, conta que boa parte do sistema prisional do Paraná é antigo e necessita de manutenção periódica. “O que estamos fazendo é a modernização das unidades, garantindo mais segurança e confiabilidade ao sistema”, destacou.

As obras serão gerenciadas pela Predi (Paraná Edificações), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, atendendo a necessidade de cada complexo. Vão desde a instalação e substituição de grades em diversos pontos, reformas de refeitórios até a renovação completa de instalações elétricas.

CADEIAS NOVAS

No fim do ano passado, o governo do Paraná confirmou a construção de quatro novas unidades prisionais - em Foz do Iguaçu, Londrina, Ponta Grossa e Guaíra - que têm previsão de entrega para o segundo semestre de 2020.

Vale lembrar que, em março de 2019, Ratinho Junior previa a construção de 10 presídios.

Contando a implantação de três novas delegacias - em Araucária, Almirante Tamandaré e Colombo - e a abertura 3 mil novas vagas no sistema prisional no Paraná, o investimento soma R$ 81 milhões.

PIRAQUARA RECEBE PARTE DOS INVESTIMENTOS

Mais de R$ 1 milhão do investimento se dará em Piraquara, cidade da Região Metropolitana de Curitiba que concentra as maiores penitenciárias do estado.

Do investimento total, R$ 426 mil serão destinados à CPAI (Colônia Penal Agroindustrial do Paraná). Para a unidade, está prevista a instalação e substituição de grades em diversos pontos e, também, uma reforma no refeitório e em alguns alojamentos. As obras no CPAI devem iniciar em março.

Outra unidade beneficiada é o Complexo Médico Penal (CMP), que fica em Pinhais. Com investimento de quase R$ 370 mil, a reforma, que deve começar também no próximo mês, prevê a substituição das coberturas de parte do complexo, além de reparos e impermeabilização em alguns setores.

Já a Penitenciária Central do Estado (PCE), com capacidade para 1.320 presos, receberá R$ 1,7 milhão nesta fase de modernização. Outros R$ 404 mil estão empenhados para a intervenção da Penitenciária Estadual de Piraquara I, que atende até 723 condenados.

Por fim, a CCC (Casa de Custódia de Curitiba), localizada na Cidade Industrial tem previsão do início da reforma em abril e custo de quase R$ 408 mil. O projeto inclui novas instalações elétricas, hidráulicas, contra incêndios e de caixa d’água.

***Amanda Koiv é estagiária do Paraná Portal e escreve sob supervisão da jornalista Ana Claudia Freire