Paraná tem quase 35 casos diários de violência contra crianças e adolescentes

Fernando Garcel


Cerca de 35 casos de violência contra crianças e adolescentes são registrados a cada dia no Paraná, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária. O levantamento aponta que, de janeiro a agosto deste ano, houve mais de 8,5 mil ocorrências deste tipo em território paranaense. Do total, 2,1 mil foram episódios de estupro ou atentado violento ao pudor; 6,2 mil de lesão corporal e 159 de corrupção de menores.

Apesar da tendência verificada ao longo dos últimos anos de redução nos crimes contra essa parcela da população, os números assustam. Para a promotora Tarsila Santos Teixeira, da Promotoria de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Curitiba, ainda é longo o caminho das autoridades até que um cenário positivo se estabeleça em definitivo. “Hoje, os agressores sabem que está mais difícil passar impune caso se voltem de forma violenta contra crianças e adolescentes”, diz Tarsila.

Ainda conforme a Sesp, em todo o ano de 2015 foram 12,9 mil casos de violência contra menores, o que leva a uma média de quase 1.078 mensais e de aproximadamente 36 por dia. Em 2014, por sua vez, houve 13,9 mil ocorrências, ou perto de 1,1 mil por mês, ou ainda algo em torno de 39 a cada 24 horas.

Desta forma, apesar de ser uma realidade, a diminuição no volume de registros é sutil demais para ser encarada como positiva. Principalmente considerando que só 15% dos episódios são denunciados.

“Ainda que grande parte deste número seja relativa a violência física, nós temos visto que o número de registro acerca de violência sexual tenha aumentado significativamente. Hoje, a nossa média de trabalho em relação aos procedimentos que estão em andamento gira em torno de 4 mil casos de violência conta criança. Destes 4 mil casos temos um patamar de 90% de casos de violência sexual”, conta a promotora.

Em 2016 e 2015, o mês de agosto foi o que mais concentrou casos de estupro ou atentado violento ao pudor contra crianças e adolescentes no Paraná. Foram 301 e 295, respectivamente. Já em 2014 o recorde de registros ficou com o mês de novembro, que teve 309 episódios. Comparativamente, a redução de ocorrências em 2016 em relação a 2015 representa apenas 1,05%. Já na relação com os números de 2014, essa queda foi de 8,5%.

Com informações da BandNews FM Curitiba

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="387641" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]