Sem categoria
Compartilhar

Polícia Civil vai abrir inquérito sobre morte de torcedor do Coritiba

Com CBN CuritibaA Polícia Civil do Paraná vai abrir inquérito para apurar as circunstâncias da morte do adolescen..

Mariana Ohde - 21 de fevereiro de 2017, 11:56

Com CBN Curitiba

A Polícia Civil do Paraná vai abrir inquérito para apurar as circunstâncias da morte do adolescente atingido por um tiro disparado por um sargento da Polícia Militar (PM) em frente ao estádio Couto Pereira no último domingo (19). A investigação ficará sob a responsabilidade do 4º Distrito Policial.

O policial militar já foi afastado das funções e disse, em depoimento para o inquérito militar que também já foi aberto, que o tiro foi acidental.

O adolescente estava com outros torcedores do Coritiba que seriam escoltado pela Polícia Militar até a Arena da Baixada, onde aconteceria o clássico Atletiba. Por antes do início da escolta, o torcedor foi atingido no peito. Ele chegou a ser socorrido mas morreu no hospital.

De acordo com a Polícia Militar, o sargento se apresentou no quartel e relatou que, ao entrar numa viatura, resolveu colocar a arma na chamada bandoleira, que é uma alça presa ao uniforme. Foi quando a arma que estava destravada e apontada para fora acabou disparando. No depoimento, o sargento disse ainda que não acionou a arma e que não estava com o dedo no gatilho.

O policial foi afastado das funções operacionais por 15 dias. Depois desse período, se tiver condições de retornar ao trabalho, ele passará a realizar apenas atividades administrativas. O inquérito policial militar tem até 40 dias úteis para ser concluído, prorrogáveis por mais 20. Agora, ele deve responder também ao inquérito da Polícia Civil.