Sem categoria
Compartilhar

Polícia divulga imagens da reconstituição da morte do PM Rodrigo Federizzi

A reconstituição do assassinato do policial militar Rodrigo Federizzi foi realizada na manhã de quinta-feira (25), no ap..

Andreza Rossini - 25 de agosto de 2016, 15:54

A reconstituição do assassinato do policial militar Rodrigo Federizzi foi realizada na manhã de quinta-feira (25), no apartamento em que ele morava com a esposa, no bairro Tatuquara. A mulher do PM, Ellen Homiak, que assumiu o crime, participou da ação coordenada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). De acordo com a Polícia Civil, a reconstituição é parte importante para a conclusão do inquérito.

Rodrigo Federizzi desapareceu em 28 de julho. Hellen registrou o desparecimento do Marido com a Polícia no dia 30 do mesmo mês. Ela entrou em contradição durante os depoimentos e se tornou a principal suspeita de matar o policial após os peritos encontrarem manchas de sangue no carro e no apartamento do casal. Hellen confessou o crime que matou Rodrigo com um tiro na nuca, mutilou o corpo e enterrou as partes separadas.

O corpo dele foi encontrado quase duas semanas depois, na área rural de Araucária. A mulher segue presa.

Veja o vídeo da confissão: Mulher de PM diz que recebeu ameaças do marido e detalha assassinato

Agricultor encontra corpo de policial desaparecido em Araucária

Vídeo mostra esposa de policial militar morto comprando uma pá dias antes do crime

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa segue com as apurações e não descarta que novas informações ainda possam surgir já que várias inconsistências foram encontradas nos depoimentos da mulher até agora. A reconstituição do crime está marcada para às dez horas da manhã desta quinta-feira.