Sem categoria
Compartilhar

Polícia prende quadrilha especializada no roubo de bicicletas na BR-277

Uma quadrilha especializada em roubo de bicicletas importadas, principalmente na BR-277, foi desmantelada pela polícia. ..

Mariana Ohde - 20 de janeiro de 2017, 09:17

Uma quadrilha especializada em roubo de bicicletas importadas, principalmente na BR-277, foi desmantelada pela polícia. A solução do crime e a prisão dos envolvidos foi feita com intervenção do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), grupo de elite da Polícia Civil.

O caso que resultou nas prisões começou no dia 11 de janeiro, quando um ciclista teve a sua bicicleta roubada por um homem armado, próximo à praça de pedágio no caminho das praias. Além do boletim de ocorrência, a vítima postou nas redes sociais um pedido de informações sobre eventual paradeiro da bicicleta, avaliada em R$ 15 mil.

Logo em seguida, a vítima passou a trocar mensagens com um rapaz que dizia ter visto a bicicleta na região do Bairro Uberaba, em Curitiba, e se dispôs a recuperá-la desde que a vítima lhe pagasse uma gratificação. O pedido inicial foi de R$ 1 mil, mas ao verificar o valor da bicicleta, os criminosos subiram o preço do resgate para R$ 2,5 mil. Com a orientação de policiais civis, foi marcado um encontro para a devolução da bicicleta e pagamento em dinheiro da “recompensa”.

Contudo, a negociação sofreu uma reviravolta após diligências feitas por policiais do Tigre. Três suspeitos, um deles menor de idade, foram identificados e ouvidos. Os policiais descobriram a atuação da quadrilha. Os criminosos, após os roubos, pediam resgates para devolver as bikes, geralmente através de mensagens no Facebook.

Um dos suspeitos confessou ter assaltado a vítima na rodovia e outro, que negociava a devolução, admitiu fazer parte do esquema. Com o adolescente foi apreendida a arma utilizada no roubo (um revólver calibre 22), além de drogas.

Segundo a vítima, a situação aflige os ciclistas que utilizam a BR-277 para treinar. “O pessoal do pedal, que treina em longas distâncias, eventualmente faz triathlon, tem a necessidade de usar as rodovias e acabam ficando vulneráveis aos bandidos. Por isso, a dica é tentar evitar o horário mais comum de treinos, ainda de madrugada, e escolher um período de mais movimento. Outra sugestão é pedalar em grupos”, indicou o delegado do Tigre, Cristiano Quintas. Ele explicou que alguns ciclistas têm descaracterizado as bicicletas, pois os criminosos já aprenderam a identificar os equipamentos que possuem elevado valor.

Se houver o roubo, a orientação é que a vítima procure a polícia a fim de registrar o Boletim de Ocorrência e receber orientações específicas para esse tipo de crime. “No caso de receber algum contado, o ideal é conduzir qualquer negociação com o auxílio da polícia, sob o risco de a pessoa ser vítima de mais um crime, ficando sem o dinheiro do resgate e sem a bicicleta”, acrescentou o delegado.

Após a solução deste caso, as investigações prosseguirão pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba, a fim de identificar outras vítimas do esquema criminoso que foi apurado.