Policiais são presos por homicídio e forjar confronto no Litoral

Fernando Garcel


Dois policiais militares foram presos pela Corregedoria Geral da Polícia Militar na quarta-feira (22) a pedido do juízo da Vara Criminal de Guaratuba, no litoral do Paraná. O 1º tenente, de 27 anos, e o soldado, de 28 anos, foram denunciados pelo homicídio de um jovem de 18 anos que ocorreu no dia 4 de fevereiro deste ano.

De acordo com a denúncia, o rapaz trafegava no município litorâneo em uma motocicleta quando foi perseguido e alvejado pelos dois policiais, que efetuaram 12 disparos em direção à vítima. O jovem foi atingido por dois disparos. Para tentar incriminar o jovem e justificar os tiros, eles teriam forjado uma cena de confronto armado, implantando junto ao corpo da vítima uma arma calibre 38, com número de identificação raspado e sem autorização, além de drogas.

O Ministério Público do Paraná (MPPR) destaca que, durante as investigações, foi apurado que a vítima estava indo visitar a namorada e o filho recém-nascido, de um mês de idade, quando fugiu de abordagem policial e foi alvejado pelas costas pelos policiais denunciados. A motocicleta estava regularizada e o jovem tinha habilitação, mas teria fugido porque havia alterado o escapamento para produzir mais ruído e teve medo de ter a motocicleta apreendida.

O MPPR denunciou o tenente e o soldado por homicídio qualificado, posse ilegal de arma com sinais raspados, tráfico de drogas e falsidade ideológica. Os dois já estão detidos em estabelecimento próprio para a custódia de militares em Curitiba.

Previous ArticleNext Article