Preso, suspeito de matar ex-mulher mantém foto de luto nas redes sociais

Fernando Garcel


A Polícia Civil prendeu Enio Ivan Bertoncello, de 32 anos, no domingo (4). Ele é suspeito de assassinar a ex-esposa, a estudante de direito Mahara D’Avila Scremin, de 23 anos, encontrada morta com um corte no pescoço no início do mês em Curitiba. Ele é acusado de assassinato e investigado por tentar forjar um latrocínio.

Homem que matou ex-mulher é condenado a 70 anos de prisão

De acordo com as investigações, Bertoncello teria forjado a invasão da própria casa depois de matar a ex-mulher. A universitária e o suspeito mantiveram um relacionamento por cerca de três anos e estavam separados há pouco mais de quatro meses. Nas redes sociais, o suspeito manteve um foto simbolizando luto pela morte da ex-esposa, além de declarações e imagens da época em que estavam juntos.

O delegado Fábio Amaro, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), confirmou a prisão do homem, mas mais informações sobre o caso só devem ser repassadas na terça-feira (6) em coletiva de imprensa.

O crime

A universitária morava sozinha em Curitiba desde 2012 e estava no último ano do curso de Direito. Ela conversava com os pais com frequência durante o dia, o que não aconteceu na quarta-feira (31). Ela foi encontrada morta, sem roupas, com cortes no pescoço, no quarto de casa por uma prima. A mulher foi até a casa de Mahara após receber ligações dos pais da estudante que estariam preocupados pois ela não atendia o telefone.

No local, a mulher encontrou o portão e a porta principal da casa abertos. Segundo a polícia, nenhum pertence foi levado o que derruba a hipótese de latrocínio. Também não havia sinal de arrombamento.

 

Previous ArticleNext Article