Requião poderá ter que responder na Operação Custo Brasil

Redação


 

Mais uma surpresa na República de Curitiba. Lamentavelmente agora o envolvido é o senador Roberto Requião que, na semana passada, saiu em defesa do casal Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. Ele disse que a prisão de PB era uma tentativa de “desmoralizar o Senado”. Dá para entender a indignação de Requião. Veja o que publica O Antagonista:

Numa troca de emails, obtida com exclusividade por O Antagonista, um executivo da Consit comenta com um dos sócios da empresa sobre conversas com o advogado Guilherme Gonçalves, preso na Operação Custo Brasil – acusado de receber propina para PB.

Gonçalves é identificado pela turma da Consist como “advogado-lobista” e estaria disposto a ajudar “em algumas negociações” com as estatais paranaenses Celepar, Copel e Sanepar, na gestão Requião.

Dr. Guilherme Gonçalves me informou ser muito próximo ao Governador, por ser seu advogado político, e que existe muita confiança entre eles.”

Como tem foro privilegiado, a PF e o MPF não aprofundaram a investigação sobre Requião. Caberá à PGR e ao STF”.

 

 

Previous ArticleNext Article