Responsáveis por chacina em encontro de motociclistas são condenados a 77 anos de prisão

Fernando Garcel


O Tribunal do Júri de Ponta Grossa, município dos Campos Gerais do Paraná, condenou dois homens responsáveis pela morte de três pessoas em um encontro de motociclistas que aconteceu na cidade em julho de 2015. Ambos foram sentenciados a 77 anos de prisão. O crime aconteceu após uma briga generalizada causada por um dos denunciados que ainda não foi julgado. A discussão teria iniciado após um deles mexer com a mulher de uma das vítimas durante a festa.

De acordo com as investigações do Ministério Público do Paraná (MPPR), depois da discussão, as vítimas pediram ao provocador que lhes entregasse seu colete de motociclista, gesto tido como punição entre eles. Embora aparentando aceitar o fato, o provocador voltou pouco tempo depois com dois amigos, atirando contra as vítimas. Três delas morreram, e uma quarta sobreviveu.

> Morre terceira vítima de chacina em encontro de motoqueiros em Ponta Grossa

Os réus receberam, cada um, pena de 77 anos de reclusão por três homicídios qualificados. Segundo o MPPR, as penas foram agravadas por motivo torpe, vingança pela retirada do colete; meio que resultou perigo comum, em razão de existirem diversas pessoas no local, inclusive crianças; e recurso que dificultou a defesa das vítimas, chegaram de surpresa atirando, sem que as vítimas pudessem esboçar qualquer reação de defesa; além de uma tentativa de homicídio com as mesmas qualificadoras.

O homem que motivou a briga ainda não foi julgado pois a defesa entrou com recurso.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="421161" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]