Seminário em Brasília reúne especialistas para debater conservação do solo

Mariana Ohde


A conservação do solo e os desafios para a produção sustentável serão debatidos durante seminário no próximo dia 12, das 9h às 12h50, no auditório da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília.

O evento tem o objetivo de aprofundar as discussões sobre o tema, a fim de contribuir para a formulação de políticas públicas, e reunirá especialistas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Universidade de Brasília (UnB), da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e do setor privado.

Promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Distrito Federal (Senar/DF), o seminário faz parte das atividades do Dia Nacional da Conversação do Solo, comemorado em 15 de abril. O evento é aberto ao público e as inscrições devem ser feitas no site www.agricultura.gov.br/dia-nacional-da-conservação-do-solo ou entre 8h e 9h do dia 12, no auditório da CNA.

Segundo o chefe da Divisão de Agricultura Conservacionista do Mapa, Maurício Carvalho de Oliveira, a discussão sobre a conservação do solo é essencial para o Brasil não só por sua importância para a agricultura no presente e no futuro, como também por seu papel na segurança alimentar nacional e mundial: “Temos que estabelecer uma política capaz de assegurar o desenvolvimento do setor agrícola e o equilíbrio ambiental, atendendo às necessidades das populações atuais, sem comprometer as gerações futuras.”

O planejamento do uso e conservação dos recursos naturais, principalmente do solo, da água e da biodiversidade, são fundamentais para o país alavancar o desenvolvimento sustentável, destaca Carvalho. “O uso e o manejo inadequados provocam sérios impactos ao meio ambiente, com reflexos negativos na produtividade das culturas e na qualidade de vida das populações. Por isso, o planejamento de uso das terras é essencial à sustentabilidade dos processos produtivos agropecuários e à manutenção da integridade dos ecossistemas.”

O chefe da Divisão de Agricultura Conservacionista do Mapa ressalta ainda a importância de os setores público e privado chegarem a um consenso para estabelecer e implementar políticas e instrumentos que garantam a sustentabilidade e a renda do produtor rural. Nas últimas décadas, acrescenta, o Brasil teve relevantes avanços em produtividade e no manejo sustentável da terra, com o aumento do plantio direto, da segurança dos alimentos e do recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos, o que demonstra o comprometimento do agricultor com a sociedade e a preservação ambiental.

Para Carvalho, é crucial que o Brasil continue ampliando o uso de tecnologias como o plantio direto, a integração lavoura-pecuária-floresta e a recuperação de pastagens degradadas, todas previstas no Plano ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono), para reforçar a conservação do solo, da água e dos recursos naturais.

Saiba mais:

Seminário Comemorativo ao Dia Nacional da Conservação de Solo

Data: 12 de abril 2017 (quarta-feira)
Local: Auditório da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA
SGAN Quadra 601, módulo K, Ed. Antonio Ernesto de Salvo

Programação

8h00 – 9h00 Inscrição e café da manhã
9h00 – 9h30 Abertura – Secretário da SMC
9h30 – 10h00 A conservação do solo e seus impactos econômicos e ambientais para a sociedade e para o produtor rural – Eiyti Kato – Professor UnB
10h00 – 10h40 Tráfego controlado em fazendas: estratégia para o controle da compactação do solo e seus impactos positivos na produtividade agrícola – Kleberson Worslley de Souza – Pesquisador – Embrapa CPAC
10h40 – 11h00 Intervalo para café
11h00 – 11h40 Conservação do solo e da água e o manejo de plantas de cobertura: a experiência do Grupo Zancanaro – Milton Cesar Zancanaro – Engenheiro Agrônomo – Empresário
11h40 – 12h20 Manejo da matéria orgânica e sua relevância para a conservação do solo e da água e para a sustentabilidade da agropecuária nas regiões tropicais – João Carlos de Moraes Sá (Juca Sá) – Professor – UEPG
12h20 – 12h50 O papel do sistema plantio direto na conservação do solo e da água: avanços e gargalos – Alfonso Sleutjes – Presidente da Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação
12h50 – Brunch

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="480916" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]