Sambas de Adoniran Barbosa embalam a noite de sexta-feira no Teatro Paiol

Lorena Pelanda


O pai do samba paulista, Adoniran Barbosa, é homenageado na noite desta sexta-feira (27), no palco do Teatro Paiol. O grupo Xaxá e Samba Saudade vai relembrar os sucessos do cantor e compositor e do Demônios da Garoa.

O conjunto tem como vocalista o ex-comandante da Polícia Militar do Paraná, Coronel Nemésio Xavier de França Filho, que sempre juntou a carreira pública com a música. “ Tive formação musical importante do meu pai e minha mãe, que era cantora de ópera. Ela queria que fosse para esse caminho, mas passei a gostar de samba desde jovem”, conta.

Foi nas aulas de português, na década de 60, que Xaxá passou a saber mais sobre Adoniran Barbosa. “Os professores questionavam o motivo de Adoniram colocar tanto erro português nas músicas, como ‘vortemos’, ‘fiquemos’, colocação combatida pelos professores. A partir daí, foi fazendo sucesso e me interessando pelas músicas”, afirma Xaxá.

Nesta sexta (27) grupo vai contar a história de algumas composições, como “Tiro ao Álvaro”. “Na década de 70 as letras já chamavam atenção da habitação, em relação ao êxodo rural, e também dos primeiros acidentes de trânsito, como Tiro ao Álvaro”, lembra o vocalista.

Essa é a segunda apresentação do tributo. A primeira foi no Teatro Paiol.

O show deve passar por outras 30 cidades do Paraná, além de São Paulo e Santa Catarina.

A homenagem a Adoniran Barbosa é nesta sexta-feira (27), às 20 horas, no Teatro Paiol. Os ingressos custam a partir de R$ 15

Previous ArticleNext Article
Coordenadora de jornalismo da rádio BandNews FM Curitiba
[post_explorer post_id="539823" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]