Sem categoria
Compartilhar

‘Temos que parar de legitimar facções’, diz juiz que negociou fim de rebelião

Rafael Neves, Metro Jornal CuritibaResponsável pela VEP (Vara de Execuções Penais) do Tribunal de Justiça do Amazonas, o..

Narley Resende - 09 de janeiro de 2017, 11:17

Rafael Neves, Metro Jornal Curitiba

Responsável pela VEP (Vara de Execuções Penais) do Tribunal de Justiça do Amazonas, o juiz Luís Carlos Valois foi chamado na madrugada de 2 de janeiro para ajudar a negociar com os presos o fim do motim no Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), em Manaus.

Ele mediou a liberação de dez funcionários feitos reféns e viu dezenas de cadáveres serem retirados do presídio pelo IML.

O magistrado, que volta nesta segunda-feira ao trabalho para examinar a situação dos 56 mortos e dos participantes do massacre, falou ao Metro Jornal sobre o que viu e analisou os problemas no sistema penitenciário no Brasil.  

O Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, diz que o confronto não pode ser explicado só pela guerra das facções , porque liberado já é. Precisa regulamentar, recolher imposto, tirar o poder financeiro do tráfico. A solução, para mim, passa por aí.