Sem categoria
Compartilhar

Tiro que atingiu copeira foi disparado de cima para baixo, diz perícia

Com CBN Curitiba O tiro que atingiu a copeira Rosária Miranda da Silva, de 45 anos, durante uma festa que ela participav..

Andreza Rossini - 21 de janeiro de 2017, 08:50

Com CBN Curitiba

O tiro que atingiu a copeira Rosária Miranda da Silva, de 45 anos, durante uma festa que ela participava foi disparado de cima para baixo, de acordo com o laudo do Instituto Médico Legal.

A perícia aponta que a mulher apresentava um ferimento circular, com características de entrada de projétil de arma de fogo no lado esquerdo da cabeça e, no lado direito, outra ferida com marcas de saída e os ângulos dos ferimentos mostram que a bala entrou de cima para baixo.

A principal suspeita do crime é a investigadora da Polícia Civil Kátia das Graças Belo. Ela confessou que se irritou com o barulho da festa e disparou, mas a defesa alega que a bala que atingiu a copeira pode ter sido disparada por outra pessoa e Kátia responde pelo crime em liberdade.

De acordo com a perícia, a bala veio da janela da casa de Kátia, ou de uma trajetória semelhante.

O laudo da reconstituição também aponta que o tiro não ricocheteou – ou seja, desviou e atingiu quem não devia – como a policial havia informado. Segundo o DHPP, o objetivo da perícia não foi para dizer quem atirou, e sim, se haveria a possibilidade do tiro ter partido da janela da policial. A reconstituição foi feita por policiais e peritos que estiveram no local onde Rosária Miranda da Silva foi baleada.