Vice-campeão mundial de canoagem é assassinado após reclamar de drogas em condomínio

Narley Resende


Vice-campeão mundial de canoagem maratona em 2016, o paratleta José Agmarino de Jesus Coelho, conhecido como “Zecão”, foi morto a tiros na noite de domingo (2) em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima foi baleada com seis tiros quando chegava em casa, em um condomínio. Ele estava acompanhado da esposa e do filho de quatro anos quando teria sido abordado por cinco indivíduos no estacionamento do prédio.

A família do atleta não se feriu. José Agmarino morreu na hora.

Cinco moradores do condomínio são suspeitos de participação no crime, segundo o delegado Michel Teixeira de Carvalho. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com testemunhas, o paratleta teve uma discussão com um homem três dias antes do crime por conta da comercialização de drogas no local e teria sido jurado de morte por ele.

Amigos como Fernando Rufino, o Cowboy, que foi medalhista de prata no caiaque no Campeonato Mundial na Rússia e bronze na mesma prova na Itália, lamentou a morte.

“Hoje estou muito triste!!! Ontem um acontecimento muito trágico que tirou a vida deste amigão meu ‘Zecão Da Paracanoagem’, como é mais conhecido. Ele é de Curitiba. Ele se envolve17523087_851937421612391_738881971958809206_nu em uma confusão no condomínio que mora com sua família e chegando em sua casa ontem dia 2 de abril, uma emboscada de criminosos já o esperava. Foi assassinado junto com sua família, mulher e filho presenciaram tudo. Uma GRANDE amigo, pai de família trabalhador uma grande paratleta, incentivador de várias pessoas pro esporte, etc. Se a modalidade da Paracanoagem fosse escolher um atleta símbolo seria ele José Aguimarino de Jesus “Zecão” . Vai em paz, Zeca, e que Deus conforte a família e amigos”, publicou Fernando Rufino em sua página no Facebook.

Zecão também jogou futebol, praticou ciclismo e atletismo. Em 2006, foi campeão junto com a Seleção Paraense de Futebol para Amputados da Copa do Brasil de Futebol. No atletismo, participou do Circuito Paralímpico de Atletismo e Natação, quando obteve uma medalha de ouro no arremesso de peso e duas medalhas de prata no lançamento do dardo e no lançamento do disco.

Ele foi campeão brasileiro de canoagem em 1999 e vice no Mundial de Canoagem Maratona em 2016, modalidade não-olímpica, entre outras conquistas.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="422818" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]