Show do Millencolin resgata o hardcore da memória do curitibano

Por Marinna Protasiewytch - enviada especialQuando as luzes do Spazio Van em Curitiba se apagaram neste sábado (7) o som..

Caderno Gente - 09 de outubro de 2017, 11:55

Foto: Marinna Protasiewytch
Foto: Marinna Protasiewytch

Por Marinna Protasiewytch - enviada especial

Quando as luzes do Spazio Van em Curitiba se apagaram neste sábado (7) o som da plateia foi ensurdecedor. As milhares de vozes gritavam juntas por um só nome “Millencolin”. A banda sueca, com mais de 25 anos de estrada e famosa por seus riffs na cena hardcore, entrou pontualmente às 23:30 no palco.

Para a abertura o quarteto trouxe uma velha conhecida dos fans, a música No Cigar, que foi cantada a plenos pulmões e é conhecida por fazer parte da trilha sonora do jogo Tony Hawk’s Pro Skater 2.

Foram mais de uma hora e meia de show, com direito a declarações e agradecimentos por parte de Nikola e sua banda, que há 7 anos não lançava um novo álbum. “Obrigado Curitiba por nos receberem outra vez. É muito bom ver todos vocês novamente”; afirmou Nikola, que aproveitou para chegar mais próximo aos fans e distribuir as famosas paletas.

O grupo forjou o álbum explorando questões sociopolíticas modernas e fez o público refletir ao som de “Sense & Sensibility”, música que aborda a crescente onda nacionalista e racista nos partidos suecos.

A turnê de divulgação do álbum “True Brew” passou por diversos países da América Latina e se encerrou neste domingo, 8, com a apresentação da banda em Porto Alegre (RS).