Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

A corajosa travessia de Cida

 Cida Borghetti não é um poste ou marionete. Bem diferente do que muitos imaginavam, inclusive integrantes d..

Pedro Ribeiro - 14 de maio de 2018, 09:47

O Paraná agora tem mais um reforço no combate a crimes contra a administração pública e econômicos. A governadora Cida Borghetti assinou nesta terça-feira (08), durante reunião com as forças de segurança pública do Paraná, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, decreto que formaliza a criação da Divisão de Combate à Corrupção. Curitiba,08/05/2018 Foto:Jaelson Lucas / ANPr
O Paraná agora tem mais um reforço no combate a crimes contra a administração pública e econômicos. A governadora Cida Borghetti assinou nesta terça-feira (08), durante reunião com as forças de segurança pública do Paraná, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, decreto que formaliza a criação da Divisão de Combate à Corrupção. Curitiba,08/05/2018 Foto:Jaelson Lucas / ANPr

 

Cida Borghetti não é um poste ou marionete. Bem diferente do que muitos imaginavam, inclusive integrantes do núcleo duro de Beto Richa. Ao demitir o braço direito do ex-governador, Deonilson Roldo, não apenas da Copel, onde exercia cargo de diretor, mas também de outros seis cargos de conselheiro em estatais, a governadora mostrou que não está para brincadeiras e que não vai permitir safadeza em sua gestão.

Não foram duas ou três vezes que Cida Borghetti levantou a voz para o marido, o deputado federal Ricardo Barros, afirmando que quem governava era ela e que não admitia pitacos que não fossem de interesses do Estado. Assessores diretos também já presenciaram pitos da governadora na filha, deputada estadual, Maria Victória, que também sinalizava intenções de ingerência na administração.

Todos nós sabemos que Cida, quando vice-governadora, engoliu sapos (muitos sapos) de membros da equipe do primeiro escalão do ex-governador Beto Richa, em especial de Deonilson Roldo que não permitia, sequer, que a vice entrasse no avião do governo para acompanhar o chefe do executivo em suas viagens no Estado e fora dele.

Sim, Cida engoliu sapos e, silenciosamente, assumiu o controle. Um desses sapos acaba de levar um trompaço em público. Foi querer, literalmente, peitar a governadora, afirmando que, com Richa era assim… e acabou tenho que engolir palavras ásperas, geralmente não ditas pela cidadã, governadora, Cida Borghetti. Este teria sido mais um aviso de que quem governa, hoje, o Paraná, é ela.

O episódio da Odebrecht, que acabou abalando o ex-governador e seu grupo infiltrado no Palácio Iguaçu, não esmoreceu a governadora que segue seu ritmo de viagens nos municípios paranaenses, levantando necessidades para, futuramente, encontrar as soluções. Esse mesmo grupo de Richa, que apostava no seu retorno em 2022, terá que redobrar as atenções para reeleger, a qualquer custo, governadora do Estado. Caso contrário, o grupo vira pó e Cida, ao lado do articulador, Ricardo Barros, continuarão nessa travessia. Ambos são jovens e sabem fazer política.