Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

A disputa pelo comando de uma Nação em busca de socorro

Sergio Moro não desiste de sua candidatura, embora Luciano Bivar tenha tomado sua frente. Leite também quer entrar na disputa

Pedro Ribeiro - 19 de abril de 2022, 11:12

Novo 0
Novo 0

 

Embora ainda não tenha desistido do sonho de ser candidato ao Palácio do Planalto e dirigir os destinos da Nação brasileira, o ex-juiz federal, Sergio Moro (União Brasil), acompanha atento os acontecimentos políticos dentro e fora do partido.

Nesta segunda-feira, o presidente o UB, deputado Luciano Bivar, disse que “jamais ofereceu a pré-candidatura do partido a Sergio Moro”.

Moro, que trocou o Podemos, com pré-candidatura definida pelo União Brasil, disse que é um soldado da democracia. Há, no entanto, um forte movimento para que o ex-juiz federal seja o candidato a vice na chapa de Bivar.

Também com intenções de ser pré-candidato à Presidência da República, o gaúcho Eduardo Leite tem se manifestado nas redes sociais e mantém conversas com líderes tucanos. Nesta semana ele conversou com o ex-presidente Michel Temer.

Já o pedetista Ciro Gomes afirmou que Moro era o empecilho ou entrave à terceira via. Em sua campanha, prega que “um disse que fez e roubou e o outro rouba mais não fez”, em críticas aos dois candidatos que estão liderando as pesquisas, Lula e Bolsonaro.

No Paraná, a candidatura de Ratinho Junior à reeleição ao Palácio Iguaçu ainda não recebeu nenhuma ameaça e, segundo a última pesquisa de opinião pública, tem larga vantagem à frente de Roberto Requião (PT) e Cesar Silvestre Filho (PSDB).

Quem está entrando na jogada nestas eleições, pelo menos aqui no Paraná, é o petista de carteirinha, Jorge Samek, há anos fora da política. Foi visto com Requião, Doático Santos e Angelo Vanhoni.