Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

A eficiência da Oxford e Pfizer, segundo estudo cientifico

 Enquanto está faltando vacina no país e o Senado Federal investiga ações do governo federal em relação  a p..

Pedro Ribeiro - 28 de abril de 2021, 12:45

Scott Heins/Gabinete do Governador Andrew M. Cuomo
Scott Heins/Gabinete do Governador Andrew M. Cuomo

 

Enquanto está faltando vacina no país e o Senado Federal investiga ações do governo federal em relação  a pandemia, estudo cientifico revela que uma única dose da vacina Pfizer ou Oxford pode reduzir a transmissão domestica do vírus pela metade.

Aqueles que receberam a primeira dose desses imunizantes - e que foram infectados três semanas depois - tinham entre 38% e 49% menos probabilidade de transmitir o vírus do que pessoas não vacinadas, concluiu a Public Health England, agência governamental de saúde pública do Reino Unido.

Segundo o site BBC Brasil, o experimento foi realizado levando em conta dados disponíveis para essas duas vacinas, pois elas são as que atualmente estão disponíveis no país. Sendo assim, a CoronaVac, a vacina mais prevalente no Brasil, não foi incluída na pesquisa.

De qualquer maneira, especialistas reforçam que as pessoas devem completar o esquema de vacinação, ou seja, as duas doses das vacinas contra covid. Todos os estudos de eficácia das vacinas disponíveis no Brasil para combater a covid-19 mostraram a imunização completa somente 14 dias depois da segunda dose.

Falando sobre o estudo, o secretário de saúde (cargo equivalente ao Ministro da Saúde no Brasil) Matt Hancock descreveu os resultados como "uma notícia fantástica".