Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

A Richa, que pede sigilo de suas ações, só cabe pedir desculpas aos paranaenses

 Beto Richa, que encantou uma legião de servidores por seus discursos eloquentes e barulhentos tambores e bu..

Pedro Ribeiro - 14 de fevereiro de 2019, 10:24

Foto: Geraldo Bubniak/AGB
Foto: Geraldo Bubniak/AGB

 

Beto Richa, que encantou uma legião de servidores por seus discursos eloquentes e barulhentos tambores e bumbos em cima da imoralidade e na defesa do dinheiro público, acabou se atrapalhando no meio do caminho e hoje é penalizado por seus erros. Não na mesma dimensão, mas Richa e sua defesa se comparam à Lula que, segundo o PT, é inocente e um preso político.

Agora, o ex-governador, que sempre sorriu para a mídia, pede ao juiz Luiz Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba, sigilo total para todos os atos processuais da Operação Integração onde virou réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz negou seu pedido ao decidir que a “ação penal é pública, devendo, portanto, ser mantida em nível de sigilo 0”. Não há razão suficiente (defesa de intimidade ou interesse social) para justificar a restrição de acesso ao processo, pontuou o juiz.

Estranho que, com a Lei de Acesso à Informação, com os avanços da internet e ampliação da divulgação das redes sociais, o ex-governador queira, agora, jogar para embaixo do tapete, todas suas ações que supostamente apontam para a prática do ilícito.

A defesa de Beto Richa também pediu ao juiz para  que “seja alertado ao Ministério Público Federal quanto aos excessos cometidos em manifestação ostensiva acerca dos fatos envolvendo os denunciados, abstendo-se de atos que maculem a lisura processual e o prestígio da justiça”. Diante do fato, o magistrado entendeu que os eventuais excessos cometidos na atuação MPF não devem ser analisados por ele, já que o órgão tem autonomia.

Resta a Beto Richa, neste seu momento crucial, onde sua família também está envolvida, confessar seus crimes e pedir desculpas aos paranaenses que acreditaram em suas doces palavras. (Com Francielly Azevedo).