Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

A viagem do ministro Kassio Nunes para Paris em jatinho particular

Reportagem do jornal Metrópoles publicada neste sábado sobre a viagem ao exterior do ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), para assistir a jogo de futebol.

Pedro Ribeiro - 18 de junho de 2022, 13:14

Foto/Metropoles
Foto/Metropoles

 

Reportagem do jornal Metrópoles publicada neste sábado,18, sobre a viagem ao exterior do ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), para assistir a jogos de futebol na Europa com jatinho particular pago por um advogado, causou surpresa nos meios políticos e jurídicos do país.

O ministro, indicado pelo ao STF pelo presidente Jair Bolsonaro, fez uma viagem bate-e-volta de Brasília a Paris no fim do mês passado para assistir à final da Champions League e a jogos do torneio de tênis de Roland Garros. O tour incluiu, ainda, o GP de Mônaco de Fórmula 1, disputado naquele mesmo fim de semana. Kassio fez a viagem na companhia de pelo menos um de seus filhos.

A viagem custou R$ 250 mil

Segundo o jornal, a aeronave, de prefixo PR-XXI, tem como sócio o advogado Vinícius Peixoto Gonçalves, dono de um escritório no Rio de Janeiro. Foi o advogado quem pôs o avião à disposição do ministro para a viagem. Vinícius Gonçalves atua em processos em curso no STF e já foi denunciado pelo Ministério Público Federal como operador financeiro do ex-ministro das Minas e Energia Edison Lobão. O nome dele apareceu nas investigações sobre pagamentos de propina relacionados às obras da usina nuclear de Angra 3.

Nunes Marques embarcou no setor de aviação executiva do aeroporto de Brasília no fim da tarde de 26 de maio, uma quinta-feira.