Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Agora Bolsonaro quer dispensar uso de máscaras de quem já foi vacinado.

Mais uma medida do presidente Jair Bolsonaro que vai de encontro às recomendações das autoridades sanitárias do Brasil e..

Pedro Ribeiro - 11 de junho de 2021, 10:33

(Foto: Isac Nóbrega/PR)
(Foto: Isac Nóbrega/PR)

Mais uma medida do presidente Jair Bolsonaro que vai de encontro às recomendações das autoridades sanitárias do Brasil e do mundo em relação ao combate à pandemia do coronavírus: vai pedir ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que dispense o uso de máscaras para quem já foi vacinado. Estranho que o próprio Bolsonaro não acredita na vacina.

Qual o benefício que isso traria? Nenhum, pelo contrário. É bom lembrar que 75% da população brasileira (212 milhões de pessoas) ainda não tomaram a primeira dose da vacina e ainda estamos com alta na taxa de transmissibilidade.

Para o coordenador da Frente Parlamentar de Combate à Covid, da Assembleia Legislativa, Michele Caputo, a “decisão de Bolsonar é absurda”.

“O fato da pessoa ter sido vacinada protege contra formas graves não quer dizer que ela não pode se contaminar novamente e aí independente de ser mais leve ela pode contaminar outros, com relação a casos de quem já pegou estamos vendo recontaminação em muitas pessoas”, alerta Caputo.

Presidente do Fórum dos Governadores, Wellington Dias (PT-PI) diz que a proposta apresentada por Jair Bolsonaro de desobrigar o uso de máscara por quem já foi vacinado contra a Covid ou quem já se infectou com o coronavírus é o mesmo que jogar querosene em um incêndio enquanto todos tentam apagar o fogo.

"Uma declaração como essa é como estarmos em meio a um incêndio de grandes proporções no país, todo mundo trabalhando para apagar, e chega alguém e diz: 'joga querosene'", afirma Dias.

"Acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês sabem quem é. Nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar este símbolo que, obviamente, tem a sua utilidade para quem está infectado", afirmou o presidente.