Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Agora só falta o deputado Goura invadir igrejas

Deputado Goura se manifestou contra o subsídio de R$ 20 milhões da Assembleia Legislativa ao transporte coletivo de Curitiba para evitar aumento da tarifa.

Pedro Ribeiro - 23 de fevereiro de 2022, 09:23

Foto/Divulgação
Foto/Divulgação

Grande número de deputados que participava de sessão na Assembleia Legislativa nesta terça-feira ficou sem palavras com a inusitada decisão do deputado Goura (PDT) ao se manifestar contrário a um dos atos mais altruístas e importantes daquela casa neste início de ano: a liberação de R$ 20 milhões para subsidiar o transporte coletivo de Curitiba. 

A liberação de R$ 20 milhões, anunciada pelo presidente Ademar Traiano, tem como objetivo auxiliar as que dependem do transporte coletivo para se locomoverem principalmente aos seus locais de trabalho. A intenção é a de que a tarifa do ônibus em Curitiba permaneça no atual valor em não suba para R$ 7,00. Maringá reduziu a passagem de R$ 5,00 para R$ 4,00.


Goura se posicionou contra a decisão da Assembleia Legislativa de repassar os recursos e vem de encontro justamente do que prega seu partido, o PDT, de ajuda ao trabalhador.

Amargo com a Prefeitura de Curitiba e com o Governo do Estado, o deputado esquerdista acabou dando um baita tiro no pé. Ou quer usar essa estranha decisão como mote de campanha para reeleição. Ninguém entendeu.

A continuar com estas posições que prejudicam o cidadão, a cidadã, o trabalhador, a trabalhadora, aqueles que, efetivamente, dependem de cada centavo para sua sobrevivência, Goura não surpreenderá se, também, invadir igrejas.