Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Bolsonaro não deveria expor o Brasil de forma tão patética

Ao expor possíveis problemas no sistema eleitoral com urnas eletrônicas, o presidente Bolsonaro mostrou que as instituições democráticas do país são falhas.

Pedro Ribeiro - 19 de julho de 2022, 11:44

Reprodução/YouTube @jairbolsonaro
Reprodução/YouTube @jairbolsonaro

 

O presidente Jair Bolsonaro foi patético ao expor, a mais de 50 embaixadores, possíveis fraturas dentro da Nação. Rupturas estas provocadas pelo próprio que, em quase quatro anos de mandato não fez outra coisa a não ser confusão e retrocesso democrático.

Convocou representantes de nações para sinalizar que não aceitará sua derrota nas urnas em outubro. Isto ficou claro quando apresentou aos presentes possíveis fraudes eleitorais com urnas eletrônicas, o que foi, por diversas vezes desmentido, com comprovação feita pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Neste encontro, Bolsonaro protagonizou mais um espetáculo de mau gosto e atravessou o rio Rubicão. Foi constrangedor, pois ao invés de aproveitar a oportunidade de apresentar um Brasil que busca seu crescimento, mesmo atravessando dificuldades, fez o contrário: empurrou ainda mais para o fundo do poço.

BOLSONARO DIZ AO MUNDO QUE O BRASIL

Quem interpretou sua posição e postura, pode ter visto, nitidamente, que Bolsonaro disse, ao mundo, que o Brasil não presta e que as instituições democráticas, em especial o Tribunal Superior Eleitoral e a própria suprema corte são uma fraude, uma farsa.

O presidente pode até fazer suas palhaçadas, andar de moto sem capacete e outras travessuras que são de seu perfil, mas não pode, jamais, avacalhar com o Brasil e nossas instituições democráticas, como fez neste encontro.

Se Bolsonaro e sua trupe esperavam aplausos, saíram frustrados do encontro, bem como os embaixadores presentes, pois não entenderam a postura do presidente da nação brasileira. Saíram da reunião com caras de espantos e com uma certeza: a coisa vai de mal a pior.