Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Depois do mimimi procuradores podem reverter pena a abuso de autoridade

Apesar do mimimi dos procuradores que pisaram na bola ao afirmarem que renunciariam coletivamente à Operação Lava..

Pedro Ribeiro - 05 de dezembro de 2016, 09:54

Apesar do mimimi dos procuradores que pisaram na bola ao afirmarem que renunciariam coletivamente à Operação Lava Jato caso passe no Senado Federal o projeto das 10 medidas contra a corrupção com punição, também, a eles, o processo poderá ser revertido com o apoio dos manifestos de rua que aconteceram neste domingo.

O próprio presidente Michel Temer tem se mostrado cauteloso com os reclamos da sociedade e não estaria disposto a enfrentar movimentos contrários à sua administração num momento de crise como este. Os procuradores e juízes, portanto, deveriam, pelo menos, aceitar punições em casos de abuso de autoridade quando, efetivamente, for constatado erro.

Quantos promotores e juízes colocaram na cadeia pessoas inocentes e não foram punidos por isso? São centenas, milhares de casos em que, no final das contas, a indenização por tais erros é paga pelo contribuinte e não por quem cometeu o erro.

Entendemos, também, que neste projeto que foi aprovado pela Câmara Federal e agora está sendo discutido no Senado, há claras intenções de políticos de se verem livres de eventuais punições, tentando reverter o processo e penalizar promotores e juízes. Não é correto, mas deve haver alternativas que fique bom para os dois lados e que a sociedade não precise pagar por mais esta patuscada legislativa e poder de pressão dos juízes e procuradores.

Em relação à pressão, foi patético o que fizeram os procuradores, comandados por Delton Dalagnol, ao anunciarem renúncia coletiva da Lava Jato, como se não fossem funcionários do Governo Federal – Procuradoria Geral da República – e não tivessem que cumprir suas obrigações para, no final do mês receberem seus salários em torno – média – de nR$ 30 mil mensais.pedro.ribeiro